top of page

Energia solar global terá crescimento contínuo de, pelo menos, 9% ao ano


Um estudo recém-divulgado pelo NREL (Laboratório Nacional de Energia Renovável) do DOE (Departamento de Energia) dos Estados Unidos projetou que a energia solar manterá crescimento de, ao menos, 9% ao ano no mundo nos próximos anos. 


O levantamento estima que, em 2023, cerca de 350 GW teriam sido instalados globalmente, o que representou um recorde nunca antes alcançado em um único ano. 


Entretanto, tal volume deverá seguir em viés de alta de forma consecutiva, uma vez que o laboratório norte-americano estima que, pelo menos até 2027, os aumentos nas instalações globais anuais serão contínuos, sendo:  


  • 390 GW em 2024 (+12% a/a);

  • 450 GW em 2025 (+14% a/a);

  • 510 GW em 2026 (+14% a/a);

  • 560 GW em 2027 (+9% a/a). 


Baterias 


O NREL também chama a atenção em seu estudo para o fato de as baterias também estarem ganhando força no mercado solar mundial, em especial no setor residencial, onde 15 GW foram instaladas em 2023.


Deste montante, cerca de 88% das instalações ocorreram em cinco países: Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e Austrália. “O crescimento nestes mercados ocorreu, principalmente, devido a um aumento de incentivos para o armazenamento”, destaca o laboratório.


O estudo destaca ainda que o mercado de energia solar chinês, apesar de ser o maior do mundo atualmente, tem um mercado de baterias residenciais relativamente pequeno, especialmente devido ao seu alto nível de fabricação de produtos. 

“Esse é devido às baixas taxas de varejo, baixa preocupação com cortes de energia e subsídios baixos”, destaca o estudo.


4 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page